Joelho > Artrose de Joelho

O que é a artrose?

A artrose, também conhecida como osteoartrose ou osteoartrite, é o desgaste da articulação. Este processo se inicia com o dano da superfície de revestimento dos ossos, a cartilagem, e com a evolução repercute com alterações nas demais estruturas (como o osso subjacente à cartilagem, os meniscos e os ligamentos). Uma vez iniciado este desgaste não há como revertê-lo, isto é, ele é progressivo e irreversível.

o-que-e-atrose-de-joelho

Diversos fatores estão relacionados à ocorrência de artrose, não sendo possível, em grande parte dos casos, reconhecer o agente causal. Dentre os fatores mais frequentemente identificados destacam-se traumatismos prévios (geralmente antigos), que cursaram com lesão de menisco, cartilagem ou ligamento, e que evoluíram com o desgaste articular. Lesões por esforço repetitivo ou por doenças que afetam as articulações também podem incorrer em artrose. Hereditariedade, hipermobilidade articular, obesidade e desalinhamento do membro inferior são reconhecidamente condições relacionados a esta doença.

Os sintomas da artrose do joelho variam de leve desconforto aos esforços físicos à dor intensa e incapacitante, dependendo do grau de evolução. Associa-se eventualmente inchaço articular, estalidos ou crepitação, perda de flexibilidade, limitação ou bloqueio de movimentos e deformidades.

O tratamento da artrose envolve inúmeras abordagens terapêuticas e é multidisciplinar. Compreende desde adaptações às atividades diárias, programas de reabilitação funcional com fortalecimento muscular e fisioterapia, até o uso de medicamentos específicos para esta condição, infiltrações articulares com ácido hialurônico e eventualmente cirurgia.

Importante para a boa evolução terapêutica é a eliminação dos fatores de risco que agravam os sintomas ou o curso natural da doença, como o sobrepeso e atividades de impacto (como corridas ou esportes de contato), dar continuidade aos exercícios recomendados e comprometer-se a seguir as orientações de forma contínua.

Perguntas Frequentes

É possível prevenir a artrose?

Como dito anteriormente, a artrose pode ser decorrente de múltiplos fatores, mas muitas vezes não se consegue descobrir qual a sua causa (é idiopática). Nos casos de lesão de menisco, ligamento ou cartilagem pode ocorrer evolução para o desgaste articular, principalmente quando estas lesões não são tratadas adequadamente desde seu início. As deformidades dos membros inferiores associadas a dores articulares requerem vigilância, assim como os pacientes com alguma forma de reumatismo, pois o tratamento inapropriado destas condições pode agravar a evolução da artrose. Desta forma, tratando-se adequadamente muitas destas patologias pode-se prevenir ou amenizar a evolução da artrose. Mas uma vez que esta se estabeleceu ela é irreversível. Infelizmente não existem medicamentos ou qualquer forma de tratamento (como infiltrações articulares de qualquer tipo) que podem prevenir o surgimento do desgaste articular.

Quais as atividades mais recomendadas para quem tem artrose de joelho?

Isto vai depender de diversos fatores, como idade, grau da artrose, nível funcional da pessoa e expectativas. Lembro que o que se espera fazer deve ser compatível com a lesão apresentada e que o tratamento tem um horizonte de longo prazo. A Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos recomenda três abordagens fundamentais: fortalecimento muscular, treino de propriocepção (equilíbrio) e restrição de atividades de impacto. Seguindo esta linha de pensamento, recomendo geralmente a associação de mais de uma das seguintes atividades, conforme a tolerância de cada um – musculação com personal trainer, Pilates, ciclismo, natação, hidroginástica, hidroterapia e treino funcional adaptado.

Quando está indicada cirurgia para tratamento da artrose de joelho?

Nas situações em que o tratamento conservador não repercute em uma melhora na qualidade de vida da pessoa, após um período de seguimento de orientações e prescrições, pode-se optar pela indicação cirúrgica. Em casos excepcionais, na artrose leve com lesão meniscal, indica-se artroscopia para limpeza articular e meniscectomia parcial. Mas atenção, isto raramente é indicado e requer minuciosa avaliação de um especialista em cirurgia de joelho. Já na artrose de apenas um compartimento (um dos lados) do joelho em pacientes mais jovens existe a opção da cirurgia de osteotomia, na qual muda-se o eixo de distribuição de carga do membro inferior para uma posição mais anatômica. Também na artrose unicompartimental existe a possibilidade de colocação de uma prótese parcial, desde que o joelho esteja estável, tenha boa mobilidade e cuja deformidade não seja “estruturada” (rígida). Já nas artroses avançadas, que comprometem toda a articulação ou mais de um compartimento, a indicação de cirurgia é a artroplastia total (prótese total).

Agende uma consulta com o Dr. Leandro Vidigal

Localização

Clínica Vidigal – Av. Pres. Vargas, 1430, Vila Progresso, Dourados/MS

Telefones

67 3421-4329 | 3422-2277

WhatsApp: 67 99848-2277 (Clique)

Atendimento

Segunda a Sexta | 08h00 às 17h00
Horário de Almoço: 12h00 às 13h00

Veja também:

Lesões de Cartilagem

Meniscos

Lesões do LCA