Como é realizada a Sutura do Menisco

23 out - 2018 | Meniscos

Os meniscos são estruturas que exercem importantes funções na articulação do joelho, como a transmissão de forças através da articulação e auxiliam na estabilidade articular.

Podem ser lesionados por movimentos súbitos de torção e nestes casos geram dor, limitação de movimentos e inchaço do joelho.

Inúmeros critérios são utilizados para definir a conduta frente a uma lesão meniscal, como a idade do paciente, nível de atividade, se existe artrose associada ou não, localização e tipo da lesão.

O menisco possui três áreas distintas quanto à sua vascularização. A mais periférica (externa), chamada “área vermelha”, é rica em circulação, o que lhe confere maior potencial de cicatrização. Lesões nesta parte são mais suscetíveis a tratamento conservador, quando pequenas, ou à sutura (reparo), quando maiores e instáveis. A área intermediária, chamada “vermelha-branca”, possui um pouco de irrigação sanguínea e a mais central, conhecida como área “branca”, não recebe suprimento de sangue. Nesta área, pela incapacidade de cicatrização tecidual, impõe-se a necessidade de remoção de parte do menisco, quando lesionado (tradicionalmente, a cirurgia mais empregada para o tratamento das lesões meniscais, chamada de meniscectomia parcial). Porém, inúmeros estudo científicos demonstram que a remoção de uma parte significativa do menisco acarretará desgaste articular (artrose) no futuro. Por isso, sempre que possível, é recomendado que se preserve sua estrutura original (e a sutura do menisco é capaz de fazer isto).

Existem diferentes métodos cirúrgicos de reparo meniscal. Alguns requerem acesso cirúrgico acessório (como nas técnicas “inside-out” ou o “outside-in”) e aqueles que não necessitam acesso (“corte na pele”) adicional (são utilizados os próprios portais da artroscopia (cirurgia por ).

Independentemente do método utilizado, após uma cirurgia de reparo meniscal o paciente não pode apoiar o membro operado por 4 a 6 semanas, dependendo do tipo e da extensão da lesão. Isto torna a reabilitação inicial mais demorada, mas em contrapartida, esta técnica preserva o menisco e com isso evita as complicações da cirurgia convencional.

Confira abaixo dois vídeos (em inglês) que ilustram como é realizada a sutura do menisco:

Agende uma consulta com o Dr. Leandro Vidigal

Localização

Clínica Vidigal – Av. Pres. Vargas, 1430, Vila Progresso, Dourados/MS

Telefones

67 3421-4329 | 3422-2277

WhatsApp: 67 99848-2277 (Clique)

Atendimento

Segunda a Sexta | 08h00 às 17h00
Horário de Almoço: 12h00 às 13h00